Sem concessão! (sobre os leilões do pré-sal)‏

08/11/2013 14:02

Sem concessão!
(sobre os leilões do pré-sal)

Quem dá mais, quem dá mais?
Grita Dilma, a presidenta;
E mesmo em baixo dos sais,
Pré-sal, não verei jamais...
...E o povo é quem se arrebenta?

Cinquenta bilhões de barris
Pelo PT leiloado
Reserva de três Brasis
E gringo todo animado
Fazendo o que sempre quis
Vão comprando o meu país
Zombando do nosso “estado”

Dôle uma, dôle duas, dôoolee: três...
Já sonha a Dilma Rulssef
Enquanto o martelo desce
Pra feira encerrar de vez
De novo tudo acontece:
A grana desaparece
Nos cofres do tal “freguês”

Não entenderam o mercado?
Foi-se o petróleo e a grana
- Tal qual se fez com a banana -
Com o ferro e o ouro encontrado
O látex que foi roubado
E o verde foi devastado
Num jogo em que não se ganha

Vendido!
Ouviremos novamente
Dessa que é presidente
Sem o povo ter ouvido?
É a “banca” que a tem movido...
...e o tal compromisso externo
Que faz do Brasil um inferno
Deixando-o desnutrido

Não!
Não nos damos por vencidos
Ou imbecis parasitas
Sejam “tucano” ou petistas
Terão de ser impedidos
- Pré-sal não quereis vendido! -
Às ruas, vem e resista,
Que a entrega não se repita
Na pátria que eu fui parido: Vendido!

Atnágoras Lopes.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!