RONDÔNIA: Municípios rondonienses da faixa de fronteira recebem obras de segurança

17/07/2015 08:49
Rondônia está investindo aproximadamente R$ 30 milhões em obras de infraestrutura e equipamentos para intensificar as ações na fronteira. Os recursos são de convênios com o Governo Federal, por meio do programa Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (Enafron). Tais investimentos iniciaram em 2012 para o reaparelhamento das forças policiais e já reflete na segurança dos 26 municípios da faixa fronteiriça, que compreende 150 quilômetros adentro do território a partir da linha de fronteira. Neste Estado, considera-se a referida linha os rios Guaporé, Mamoré e Abunã.

Dentre os investimentos estão as construções das Unidades Integradas de Segurança Pública (Unisp) nos municípios de Buritis, Colorado do Oeste, Rolim de Moura, Vilhena, Nova Brasilândia e Alvorada do Oeste, cujo valor totalizam mais de R$ 11 milhões.

Outra iniciativa é referente à radiocomunicação da região de fronteira. Nos últimos dois anos foram instaladas oito torres de comunicação de 60 metros contemplando os municípios de Buritis,Campo Novo de Rondônia, Alto Alegre dos Parecis, Guajará-Mirim, Alta Floresta do Oeste, Costa Marques, São Francisco do Guaporé e Pimenteiras do Oeste. Para o ano de 2015 está prevista a instalação do equipamento nos municípios de Vilhena, Cabixi, Colorado do Oeste, Nova Mamoré e Vista Alegre do Abunã.

Ainda esse ano, será implantado o sistema de videomonitoramento de fronteira atendendo os municípios de Vilhena, Guajará-Mirim, Buritis, Costa Marques, Pimenteiras do Oeste e Nova Mamoré. Esse projeto prevê o investimento de R$ 2,5 milhões e já foi licitado, estando na fase de assinatura de contrato.

BONS RESULTADOS

Para reprimir os crimes transfronteiriços no Estado como o tráfico de drogas e armas, roubo e furto de veículos, contrabando, descaminho, evasão de divisas, captura de foragidos entre outros delitos em períodos de festividades, foi realizada a operação pré-carnaval. Foram montadas cinco barreiras policiais em pontos específicos, na qual foram recuperados dois veículos, apreendidos 1.000 kg de drogas uma arma, 49 munições, três veículos, 26,29 m³de madeira e um bicho preguiça. Também foram presas oito pessoas.

“É significativa a melhoria das condições de trabalho dos profissionais lotados na região de fronteira tanto em investimentos como no treinamento o que permite um trabalho mais eficiente para a Segurança Pública e isso vai melhorar ainda mais quando o total dos investimentos forem concluídos.” explicou o gerente especializado de segurança de fronteiras,Tenente Coronel PM André Glanert.

Nos primeiros seis meses deste ano foram realizadas várias reuniões mensais do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira (GGIF), com a participação dos diversos órgãos de Segurança Pública, Defesa e de Fiscalização, que compõe o colegiado, em que foram discutidos assuntos relativos à prevenção e repressão aos crimes de fronteira.IMG-20150708-WA0003

CAPACITAÇÃO

Três bombeiros militares, seis policiais civis e 30 policiais militares foram capacitados neste semestre no curso de Unidade Especializada de Fronteira. O curso foi realizado em maio, no município de Colorado do Oeste.

Já no Curso de Inteligência Cibernética, houve a participação de 41 policiais, sendo 19 de Rondônia e os demais de estados situados na faixa de fronteira – Acre, Amapá, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Pará, Santa Catarina, Amazonas, Roraima, Mato Grosso do Sul, Paraná – e Distrito Federal (Brasília).

ENCONTRO

No segundo semestre, Rondônia sediará o XIV Encontro Nacional de Segurança Pública de Fronteira em Guajará-Mirim, com representantes dos estados da federação e países vizinhos e a presença de autoridades do Ministério da Justiça e da Secretaria Nacional de Segurança Pública.

De acordo com o Secretário de Segurança, Antônio Carlos dos Reis, estarão em pauta temas como o tráfico internacional de drogas e de armas, contrabando, roubo e furto de veículos e todos os crimes que são cometidos na faixa de fronteira.

“É preciso integrar a polícia e os órgãos que de alguma forma tem ações que ajudam no combate a criminalidade. Rondônia está no mapa do narcotráfico, mas com trabalho de inteligência, desenvolvimento tecnológico e integração temos obtido sucesso com grandes apreensões”, enfatizou Reis.
 

Fonte: RONDONIAGORA

Autor: RONDONIAGORA

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!