Pinheiros é campeão da competição masculina do Grand Prix pela sexta vez

19/11/2013 09:54

Minas Tênis Clube e Instituto Reação ficam com prata e bronze. Na próxima semana será a vez das mulheres

 

Se as competições de ontem marcaram um início esperado às tão aguardadas competições do Grand Prix Interclubes Masculino, o desfecho do domingo levou ao delírio a torcida presente ao Ginásio do Esporte Clube Pinheiros. A demonstração de superioridade no tatame foi dada com a equipe anfitriã perdendo apenas três lutas em toda a competição. Ao final, a vitória de Vinícius Panini na terceira luta da decisão contra o Minas selou a sexta conquista dos paulistanos no torneio.

 

"A responsabilidade de representar o Pinheiros é muito grande, mas a vontade de vencer é maior ainda. O Yuri é um adversário casca grossa, a equipe do Minas é uma equipe muito forte e vencê-los é uma grande honra. Foi emocionante, não tenho nem palavras para descrever! Estou realmente muito feliz por esse título”, disse Panini.

 

A luta final da competição foi feita ao som do delírio dos torcedores, já em ritmo de comemoração, já que o Minas não poderia mais chegar ao número de vitórias do Pinheiros no confronto. Porém, Rafael Silva e Luciano Corrêa, um medalhista olímpico e um campeão mundial, fizeram uma luta que naturalmente despertou a atenção dos presentes. Luciano até complicou "Baby" mas acabou punido por quatro oportunidades e sofreu hansoku-make (desclassificação automática).

 

“Primeiramente, parabéns ao Pinheiros pelo excelente campeonato. Acho que faltou alguma coisa para nós na final para conquistarmos esse título que tanto queremos. Mas eu sei que estamos fazendo um ótimo trabalho no Minas, contribuindo pro judô brasileiro. O que me chama atenção é essa união no clube. É isso que me encanta e é por isso que eu sou Minas de coração, um clube que é uma família”, disse o campeão mundial Luciano Corrêa.

 

O dia começou com as semifinais entre Pinheiros e Instituto Reação, Minas Tênis e SOGIPA. No confronto que envolveu os anfitriões, o Reação chegou a dar a impressão que seria ele a parar os atuais bicampeões quando Guilherme Luna venceu Vinícius Panini na terceira luta e, na sequência, Nacif Elias começou se impondo contra Rubens Filho, mas acabou perdendo por uma punição a mais. Do outro lado da chave, o Minas deu poucas chances aos gaúchos da SOGIPA e abriu quatro a zero.

 

Na disputa do bronze, a SOGIPA começou na frente quando da vitória de Diego Santos, mas os cariocas souberam se recuperar e virar o embate até Nacif Elias, ele outra vez, aparecer no confronto que poderia decidir a medalha para o Reação. O brasileiro naturalizado libanês venceu e assegurou o primeiro pódio do clube.

 

" Quero agradecer a oportunidade de representar essa instituição maravilhosa que é o Reação. Acho que essa medalha vai servir para motivar ainda mais as crianças dos diversos polos do Instituto espalhados pelo Rio. Agradeço ao Flávio Canto, ao sensei Geraldo Bernardes, ao Fulvio Miyata e dedico essa conquista a todos que trabalham em prol do Reação, disse o libanês Nacif Elias.

 

A outra disputa do dia definiu os posicionamentos do quinto ao oitavo lugar do GP. O Santo André (SP) venceu Jequiá/Umbra (RJ) e São Caetano (SP) para definir sua quinta colocação. O "Azulão" São Caetano terminou na sexta colocação, seguido por Judô Queiroz (PI) e Jequiá/Umbra em sétimo e oitavo, respectivamente.

 

“Acho que fomos muito bem em nossa primeira participação. Cumprimos nosso objetivo que era ficar entre os oito primeiro colocados e garantir nossa classificação para o GP em 2014. Acredito que poderíamos ficar até na quinta colocação, mas, por detalhes, acabamos perdendo. Queria agradecer à CBJ pela oportunidade dada a todos os clubes do Brasil de participar de uma competição como essa. Eles merecem”, disse Danys Queiroz, fundador e presidente da Judô Queiroz.

 

Todas as equipes receberam placas de agradecimento pela participação no certame. No próximo final de semana (dias 23 e 24/11) será a vez da competição feminina do Grand Prix Interclubes, que acontecerá no Ginásio da SOGIPA, em Porto Alegre-RS.

 

Classificação:

1 - Esporte Clube Pinheiros (SP)
2 - Minas Tênis Clube (MG)
3 - Instituto Reação (RJ)
4 - SOGIPA (RS)
5 - AD Santo André (SP)
6 - AD São Caetano (SP)
7 - Judô Queiroz (PI)
8 - Jequiá/Umbra (RJ)
9 - Osasco/Yanaguimori (SP)
10 - SESC/Vitória FC (BA)
11 - São José Tênis Clube (SP)
12 - OAS/Inhumas (GO)

 

FONTE: ASSESSORIA CBJ

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!