GRAND PRIX NACIONAL INTERCLUBES MASCULINO DE JUDÔ

18/11/2013 12:12

A décima edição do Grand Prix Nacional Interclubes Masculino, competição mais importante do calendário nacional do judô, será realizado nos próximos dias 16 e 17 no Ginásio do Esporte Clube Pinheiros (R. Rua Hans Nobiling, s/n – Jardim Europa, São Paulo). No sábado, acontecem as duas primeiras fases, às 9 e 16 horas respectivamente. Já no domingo, serão realizadas as semifinais e finais a partir das 9:30. Grandes nomes do judô mundial estarão presentes. Entre eles, os medalhistas olímpicos Felipe Kitadai (SOGIPA) e Rafael Silva (Pinheiros) e os campeões mundiais Asley Gonzalez (Minas) e Luciano Correa (Minas), dentre outros atletas da seleção como Charles Chibana (Pinheiros), Hugo Pessanha (Minas), Renan Nunes (SOGIPA) e David Moura (Instituto Reação). Para se credenciar para a cobertura do evento, preencha os dados abaixo e envie, impreterivelmente por e-mail, até às 16hs da próxima quinta-feira, 14/11, para valter.franca@cbj.com.br Pedro.marum@cbj.com.br, especificando qual dia e horário que pretendem cobrir. Não é preciso mandar o nome de todos os integrantes da equipe. Apenas o nome do veículo, contato do repórter ou produtor responsável e informar quantas pessoas são ao todo.  

 

 

Veículo:
Nome:

Função:

Endereço:

Telefone:

Email: 

 

Mais informações sobre o Grand Prix Nacional Interclubes:

 

Grand Prix Nacional Interclubes completa 10 anos colocando grandes nomes do judô mundial frente a frente

Principal competição do calendário brasileiro terá edição masculina em São Paulo já no próximo final de semana. Mulheres competem em Porto Alegre nos dias 23 e 24 de novembro 

 

O Grand Prix Nacional Interclubes chega a sua décima edição colocando grandes nomes do judô mundial frente a frente em disputas em São Paulo e Porto Alegre. O torneio masculino será realizado no próximo final de semana, dias 16 e 17 de novembro, no ginásio do maior campeão entre os homens, o Esporte Clube Pinheiros, na capital paulista. Já o feminino acontece de 23 a 24 de novembro, na casa de uma das principais campeãs entre as mulheres, a Sogipa, na capital gaúcha. 

 

É a oportunidade de ver os nomes que defendem o Brasil mundo afora se enfrentando, entre eles quase todos os atletas que disputaram o Mundial do Rio de Janeiro, como os medalhistas Érika Miranda (Minas/MG), Rafaela Silva (Instituto Reação/RJ), Mayra Aguiar (Sogipa/RS), Maria Suelen Altheman (Pinheiros/SP) e Rafael Silva (Pinheiros/SP). Os medalhistas olímpicos Felipe Kitadai (Sogipa/RS) e Ketleyn Quadros (Minas/MG) também estão inscritos. Grandes atletas estrangeiros como os campeões mundiais Asley Gonzalez e Idalys Ortiz foram contratados pelo Minas e defenderão o clube na competição. Graças ao nível técnico elevado e às rivalidades entre os clubes, a competição iniciada em 2003 se tornou o principal evento do calendário nacional na última década. 

 

“É uma competição tecnicamente nivelada por cima. Por ser um certame por equipes, o Grand Prix também apresenta um fator emocional muito importante, maior do que em outras competições”, analisou o gestor nacional de eventos da Confederação Brasileira de Judô, Robnelson Ferreira. 

 

Torcidas vibrantes, ginásios em ebulição, atletas preparados e rivalidades acirradas, promovem a áurea especial do evento.

 

“Nossa torcida, mais que qualquer outra, empurra a equipe para grandes resultados.”, afirmou Antônio Pereira, o “Kiko”, treinador e coordenador do judô da Sogipa.

 

“A torcida é realmente um combustível a mais nos momentos difíceis. É ela que impulsiona o atleta e o faz lembrar que não luta só por ele”, atesta Floriano Almeida, treinador e coordenador de judô do Minas Tênis Clube.

 

Colocando frente a frente companheiros de seleção, o Grand Prix também ressalta o espírito esportivo da modalidade.

 

“Geralmente estamos todas do mesmo lado, lutando pela seleção. Já no Grand Prix é diferente. Sempre tem muita brincadeira do tipo “eu vou ganhar da sua equipe”, “se prepara”... Isso faz d a competição ainda mais forte. O prestigio da medalha ou de ganhar da companheira de seleção rende piadas durante um bom tempo dentro da equipe”, revela a vice-campeã da categoria até 52kg no Mundial do Rio em 2013, Érika Miranda.

 

“É uma rivalidade sadia, que fica só no tatame”, diz Charles Chibana, do pentacampeão Pinheiros. “Estamos muito focados nesse Grand Prix. Ser campeão por seu clube, na sua casa, é muito gostoso. O Grand Prix sempre foi um dos meus grandes objetivos”, completa o meio-leve.

 

PROGRAMAÇÃO
 

Grand Prix Nacional – Masculino

Local: Ginásio do Esporte Clube Pinheiros/SP

 

16/11

9hs: primeira fase

16hs: segunda fase

 

17/11

11h30: finais (com transmissão ao vivo do SporTV)

 

Grand Prix Nacional – Feminino

Local: Ginásio da Sogipa/RS

 

23/11

9hs: primeira fase

16hs: segunda fase

 

24/11

14h30: finais (com transmissão ao vivo do SporTV)

 

 

CAMPEÕES


Masculino

2003: AD São Caetano/SP

2004: AD São Caetano/SP

2005: EC Pinheiros/SP

2006: EC Pinheiros/SP

2008: EC Pinheiros/SP

2009: Minas TC/MG

2010: AD São Caetano/SP

2011: EC Pinheiros/SP

2012: EC Pinheiros/SP


Feminino

2005: EC Pinheiros/SP

2006: AD São Caetano/SP

2008: AD São Caetano/SP

2009: Sogipa/RS

2010: Sogipa/RS

2011: Minas TC/MG

2012: CR Flamengo/RJ

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!