Enchente deixa mais de 20 mil imóveis sem luz em Rio Branco

04/03/2015 10:28

Até esta terça (3), 20.629 edificações tiveram a energia cortada. Em medição das 17h, Rio Acre atingiu a marca de 18,21 metros.

Ao todo, mais de 71 mil pessoas foram atingidas pela cheia do Rio Acre em Rio Branco (Foto: Assis Lima/PRMB)
Ao todo, mais de 71 mil pessoas foram atingidas pela cheia do Rio Acre em Rio Branco (Foto: Assis Lima/PMRB)

 

Levantamento feito pela Eletrobras Distribuição Acre mostrou que, até esta terça-feira (3), 20.629 unidades consumidoras de Rio Branco tiveram o fornecimento de energia interrompido devido à cheia histórica do Rio Acre. Os bairros Cidade Nova, Habitasa, Seis de Agosto, Taquari e Baixada da Cadeia Velha são os mais afetados.

O nível das águas chegou a 18,21 metros, segundo medição das 17h, divulgada pela Defesa Civil Municipal. Ao todo, são 29 abrigos espalhados pela cidade, que abrigam 2.030 famílias. Um total de 7,7 pessoas desabrigadas. A cheia já atinge mais de 24 mil edificações em Rio Branco, afetando diretamente 86,6 mil pessoas. Segundo a prefeitura, 32 áreas rurais estão com a produção comprometida.

O gerente de serviços da Eletrobras Distribuição Acre, Danilo Klein, reitera que o desligamento da energia é feito exclusivamente para garantir a segurança das pessoas nos bairros afetados pelas águas do rio. Ele explica que a empresa está trabalhando em conjunto com a Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

"Pedimos a compreensão e colaboração da população. Sabemos que é uma situação difícil, mas está diretamente relacionada à segurança. Infelizmente, em alguns casos, o consumidor tenta religar, o chamado rabicho, e colocam em risco as pessoas que estão na região, bem como os que estão trabalhando. Assim que houver condições de ser religado será feito", afirma.

Klein lembra que, além das demandas repassadas pela Defesa Civil, a Eletrobras também atende ligações de consumidores. "Também estamos atendendo as reclamações do próprio consumidor, que pode ligar para a nossa centra de atendimento no número 0800 647 7196", orienta.

No último dia 28 de fevereiro, a inspetora de escola Fátima Lima de Moura, de 64 anos, morreu após receber uma descarga elétrica na Rua Tião Natureza, no bairro Palheiral, um dos atingidos pelas águas. A vítima saia da casa da filha e teve contato com a água que invadiu o quintal.

No domingo (1), um homem de 62 anos sofreu uma descarga elétrica enquanto supostamente mexia em um padrão de energia no bairro Habitasa. A vítima foi encaminhada para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), mas estava fora de risco, segundo a direção clínica.

Autor: G1/AC
Fonte: G1/AC

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!