COLUNA: Crônicas de Alexandre Fernandes

30/01/2015 14:19

2015, um novo ano para atingirmos nossos projetos de vida. Encerramos o ano com reflexão sobre o que fizemos e o que realmente desejamos para este novo desafio em nossas vidas. A rotina é sempre a mesma, buscamos resultados financeiros, desejamos uma vida promissora, um futuro melhor para nossa família e esperamos que o Brasil transforme-se em um país melhor. A ladainha é sempre a mesma, apenas muda o sentido de mudança e de esperança. Se fizermos uma retrospectiva de 2014 iremos lembrar-nos de situação que nos transformam em sobreviventes de inúmeros problemas emocionais e sociais. Podemos iniciar lembrando a derrota do Brasil contra há Alemanha – uma derrota que virou piada e frustrações entre os brasileiros, e praticamente encerramos o ano com o escândalo da Petrobrás.

 

Rondônia não pode ser considerada um estado beneficiado por bons resultados, afinal fomos meros expectadores de problemas sociais e político. Sofremos com a enchente do Rio Madeira, os ataques de quadrilhas em assaltos nos bancos, demissão em massa de segurança nas escolas, prisões e afastamento de parlamentares na operação apocalipse, ataques e ofensas no período eleitoral e tivemos a oportunidade de conhecer uma nova forma de convidar pessoas para prestar esclarecimentos - A condução coercitiva.

 

Em resumo, fica a pergunta? Quem foi o maior prejudicado? Quem realmente se beneficiou ou foi prejudicado neste capítulo da história de um estado que mesmo sendo tema de estudo em história nas escolas de ensino fundamental ainda está longe de ter um capítulo final. É preciso investir na educação, salvar nossos jovens das drogas, da violência e da falta de diálogo. A presidenta reeleita, Dilma Rouseff aponta como prioridade do novo governo “a educação” – A velha e sempre notável educação, um dos princípios básicos de toda uma sociedade justa e verdadeiramente livre para lutar por seus direitos e assumir suas responsabilidades por um país que busca uma boa administração.

 

Espero que 2014 tenha sido um ano de aprendizado e de reflexão, onde possamos de forma democrática e ordeira, exigir mais justiça e dignidade para todos neste novo ano.

 

AUTOR: Alexandre Fernandes

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!